Pai mantinha casamento para acobertar incesto com a filha, diz delegado


As investigações da Polícia Civil do Ceará apontam que Jaelson Oliveira, de 39 anos, mantinha o casamento com Maria Aparecida Barroso, de 36 anos, para acobertar o relacionamento incestuoso com a filha, de 20 anos, em Canindé (CE). A esposa do Jaelson foi presa na segunda-feira (27), por suspeita de pagar R$ 3 mil a dois homens para matarem o marido

Na ação, Jaelson e a filha foram baleados, mas sobreviveram. A jovem, de 20 anos, perdeu a visão de um olho. De acordo com o depoimento de Maria Aparecida, ela sofria violência psicológica e violência física.

“Ela queria se separar e ele não deixava. Conversando com ela, a gente notou que ele queria manter à força essa relação para justamente acobertar o relacionamento que ele tinha com a filha”, disse o delegado Daniel Aragão, responsável pelo caso.

A Polícia Civil investiga ainda se o pai teria cometido estupro de vulnerável contra a filha. Conforme o depoimento dos dois, a relação entre eles teria começado apenas quando a menina completou 18 anos.

“Ele confirma a relação incestuosa. Há 1 ano e 8 meses começaram com essa relação amorosa. Ambos dizem que foi uma paixão mútua”, afirmou o delegado.

Daniel Aragão relata que a jovem afirmou em depoimento que era apaixonada pelo próprio pai. “Ele não era reconhecido como pai até os 10 anos dela. Ele fez o DNA, confirmou a paternidade, com 12 anos ela foi morar com ele, por volta dos 18 anos foi quando começou esse relacionamento amoroso com a filha. Nós tentamos fazer toda a investigação para saber se realmente ele poderia ter entrado nesse crime de estupro de vulnerável, mas não se confirmou”, explicou o delegado ao G1.

Relacionamento a três

Ainda de acordo com o G1, quem primeiro descobriu sobre a relação incestuosa entre pai e filha foi o namorado da jovem, que acabou aceitando manter relações a três, mas contou o caso para Maria Aparecida, namorada do sogro.

À polícia, ela afirmou que ao descobrir o caso tentou se separar, mas recebia ameaças do companheiro, e que chegou a pensar em tirar a própria vida. Após a tentativa de homicídio, a Polícia Militar apreendeu um homem e um adolescente de 17 anos, suspeitos de participação no crime.

As informações são do G1.