Prefeitura de Chapadinha emite nota de esclarecimento sobre óbito de parturiente



NOTA DE ESCLARECIMENTO
A Prefeitura de Chapadinha vem a público esclarecer as circunstância que levaram a óbito uma parturiente do município durante transferência para São Luís. A paciente em questão deu entrada na Maternidade Municipal Dr. Sebastião Pinheiro no dia de ontem e recebeu todo o atendimento necessário pela equipe da unidade.
O médico de plantão constatou a necessidade de realizar parto cesáreo devido a grávida apresentar desproporção cefalopélvica (pelve sem largura suficiente para permitir a passagem da cabeça do bebê) e a mesma já ter tido duas cesarianas anteriormente.

O quadro clínico da paciente no momento do parto era normal, com pressão arterial a 13x8, mas horas depois a mesma apresentou atonia uterina pós cesariana, quadro hemorrágico que é a maior causa de morte materna no mundo. A pressão arterial chegou a 7x4 e a paciente recebeu a administração de quatro bolsas de sangue na tentativa de melhorar seu estado e permitir uma transferência com mais segurança. Infelizmente, ainda durante o caminho até a capital a paciente faleceu, motivo pelo qual externamos o nosso pesar à sua família.

A Maternidade Municipal de Chapadinha realizou apenas no dia de ontem 16 partos e mantém a qualidade do serviço com inegável redução nos índices de mortes materna, e, por isso mesmo, ficamos consternados a cada fatalidade. É importante também destacar que não faltam ambulâncias a serviço do município de Chapadinha e dos membros da regional de saúde. Apenas no dia de ontem o município transferiu cinco pacientes para São Luís, sendo dois com apendicite, dois casos ortopédicos e um com anemia falciforme. Reafirmando nossa confiança no trabalho que vem sendo realizado pelos profissionais da área da Saúde no nosso município, lamentamos o falecimento da paciente e qualquer tentativa de uso político de tragédias como esta. 

Fonte: Secom