Em Chapadinha, Câmara rejeita contas de 2006 e deixa ex-prefeito Magno Bacelar inelegível

 

Sob a presidência do vereador Antônio Nascimento Fernandes "Tote" (Avante), a Câmara Municipal de Chapadinha, rejeitou a prestação de contas do ex-prefeito do município, Magno Bacelar, no exercício de 2006.

Em sessão extraordinária realizada nesta quarta-feira (3/8), os vereadores seguiram o parecer técnico do Tribunal de Contas do Estado (TCE) pela rejeição das contas. O ex-prefeito foi acusado pelo TCE pelo não recolhimento de INSS retido, bem como a ausência de motivação para o cancelamento de restos a pagar processados.
Dez vereadores compareceram a sessão, e por 9 votos a favor e uma abstenção, os parlamentares entenderam pela manutenção das irregularidades, o que deve impedir uma nova candidatura do ex-prefeito Magno Bacelar.

Dos quinze vereadores que compõe o legislativo municipal, cinco parlamentares que fazem parte da base do ex-prefeito se ausentaram da sessão extraordinária.