Garota de programa maranhense é morta a tiros em Alta Floresta MT


Suspeito foi preso e arma foi apreendida após mulher ser assassinada em Alta Floresta — Foto: Polícia Militar de Mato Grosso/Divulgação.

Segundo a Polícia Civil, a vítima, conhecida como Rosinha, foi morta por um homem na rua depois que eles discutiram.

Vítima foi identificada como Rosilene Nilson da Conceição, 26 anos, natural do Marahão, ela foi vitima de feminicidio nessa segunda-feira em Alta Floresta. O assassinato ocorreu por volta da 01h00, no bairro Cidade Alta, a vítima estava sentada na calçada, quando o suspeito chegou e efetuou os disparos e fugiu em veículo.

O suspeito Paulo Cardoso dos Santos Freitas 48 anos foi detido no município de Carlinda cerca de 30 quilômetros de Alta Floresta, com ele foi encontrado um revólver calibre 32, seis munições, sendo duas intactas e quatro deflagradas. Ele foi encaminhado à Delegacia Municipal de Alta Floresta.

Segundo o delegado Vinícius Nazário, a vítima era profissional do sexo, ainda não sabe se os dois tinham uma relação amorosa ou qual pode ser o elemento móvel deste crime. O suspeito detido se manteve em silêncio ao ser ouvido pelos plantonistas da delegacia, ele ainda não foi oficialmente interrogado.

O número de feminicídios em Mato Grosso aumentou 279% nos últimos três anos, de acordo com relatório divulgado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O aumento foi gradativo ano a ano. Foram 29 processos abertos por feminicídio em 2016; 83 em 2017, 108 em 2018 e 110, no ano passado.

Nesse mesmo período, entre 2016 e 2019, 70 mil novos processos por violência doméstica começaram a tramitar na Justiça de Mato Grosso. Em 2019, foram 20 mil novos casos de violência doméstica, o que corresponde a 50% a mais que em 2016.


Com informações do G1