Texto anônimo ataca presidente Vera, que desmente acusações

Causei polêmica ao lembrar Umberto Eco, que criticou as redes sociais por dar voz a imbecis, mas ela também facilitou a vida de quem busca espalhar mentiras sem mostrar o próprio rosto.

Foi criada uma conta anônima no Facebook para contar a seguinte história: A presidente da Câmara de Chapadinha estaria fornecendo para a Prefeitura por meio de laranjas. Vamos aos fatos.

Família comerciante
Além de vereadora e professora aposentada, a presidente Vera é comerciante. Já teve restaurante, verdurão, já vendeu bolo e há muito tempo vende frango num ponto comercial próximo ao Mercado Municipal. Ela forneceu para a Prefeitura no governo Belezinha com a única empresa de sua propriedade: N. A. Aguiar – Comércio – ME e nunca concorreu a licitações enquanto vereadora por impedimento legal.

Desde cedo ela ensinou o mesmo ofício aos seus filhos, que possuem as próprias empresas. Manoel Batista Aguiar trabalha com abatimento de frango e já forneceu para várias prefeituras do Baixo Parnaíba, inclusive de Chapadinha, desde a administração da prefeita Danubia Carneiro (2009-2012), quando Vera compunha a oposição ao governo. Já Lorena Aguiar foi uma das fornecedoras de material de expediente no governo Belezinha e hoje tem uma loja de piscinas em Chapadinha com filiais em São Luís e em Parnaíba.

Informações falsas
A matéria anônima afirma que “a empresa E. L. Sena & cia ltda, é uma das principais abastecedoras do hospital municipal e parte da merenda da educação e também própria câmara municipal de chapadinha”. Por desleixo ou má intenção, o autor ignora que a tal empresa foi encerrada em abril deste ano, como comprovado na imagem abaixo, não sendo possível que ela forneça atualmente para a Prefeitura.


Também não é verdade que esta empresa forneça para a Câmara Municipal e isto pode ser constatado numa simples pesquisa no Portal da Transparência da Casa e na base oficial de dados do Tribunal de Contas do Estado neste link. Na imagem abaixo segue a relação completa dos contratos da Câmara Municipal no ano de 2019.


Outro lado
Procurada pelo Blog a presidente Vera reafirmou sua tranquilidade e disse que acionará na Justiça os responsáveis pela publicação. “Eu sei de onde partem esses ataques e sei que eles vão aumentar com a aproximação da eleição, mas estou muito tranquila. Forneci para a Prefeitura antes de ser vereadora, tudo dentro da lei. Hoje meu comércio se mantém só com os clientes que eu conquistei com muito esforço e trabalho. Meu filho saiu de casa com 20 anos, trabalha em várias cidades desde muito novo. Vão precisar mais do que isso para me desestabilizar”, afirmou a presidente.
Fonte: blog do Braga.