PREFEITURA DE CHAPADINHA: NOTA DE ESCLARECIMENTO E PESAR

Circulou na manhã de hoje (12) a informação que uma parturiente teria morrido durante uma transferência entre veículos como consequência da falta de combustível em uma ambulância do município. Lamentando a perda da família, nos cabe esclarecer que não houve falta de combustível ou atendimento à paciente.

A parturiente em questão deu entrada na Maternidade Municipal Dr. Sebastião Pinheiro às 16h55 da última terça-feira (10) com trinta e sete semanas de gestação e teve todo o acompanhamento profissional necessário. 

A evolução do seu quadro levou a equipe médica a proceder cirurgia cesariana às 04h45 da madrugada do dia 11. A criança nasceu com saúde, mas durante o pós-operatório a mãe apresentou choque hemorrágico precisando receber duas bolsas de sangue e ministração de medicamento para estancar a hemorragia. 

Constatada anemia aguda e hipotermia uterina, a paciente recebeu assistência da técnica da maternidade municipal durante todo o trajeto da transferência até a Maternidade Marly Sarney, em São Luís, onde a mesma chegou às 19h20 com parada cardiorrespiratória e foi imediatamente transferida para manobras de ressuscitação, mas não houve sucesso.

A Prefeitura lamenta profundamente a dor da família da paciente e as distorções dos fatos nas redes sociais. 

Fonte