Homem corta "cervejinha" com os amigos e economiza R$ 14 mil


O empresário Nailton Azevedo da Silva, de 42 anos, conseguiu economizar R$ 14 mil em 2017, depois de cortar a "cervejinha diária" que tomava com os amigos. A decisão de "romper" com a bebida veio depois de gastar em uma só noite mais de 400 reais. Agora ele pretende guardar o dinheiro para ajudar a pagar a faculdade do filho de 16 anos.

Ao site G1/São Paulo, Nailton contou que começou a beber ainda adolescente, e o costume de sair com os amigos por muitas vezes lhe afastava da família. 

"Minha esposa foi uma heroína por me aguentar esse tempo todo. Eu chegava tarde, minha mulher me questionava e não adianta mentir porque mulher sabe, sente o cheiro da bebida", relatou o empresário ao site.

Quando decidiu mudar de ideia, usou um galão de água de 20 litros para guardar suas economias. Foi tanto dinheiro guardado, que para contar as moedas foram necessárias mais de três horas. Rolou até bolão para quem acertasse o valor aproximado.


Além do dinheiro guardado, conseguiu ainda pagar uma viagem para a família. Agora o empresário se arrepende de todo o dinheiro que deixou em bares e restaurantes, mas tem a consciência de que a mudança de atitude será importante para os estudos do filho.

Via 180 graus